Destaques

 

 

UDEMO |09/04/2018 | Atualizado em 9/04/18 11:56


Veja como não cair no golpe dos precatórios

Golpistas afirmam pertencer a escritórios de advocacia ou a sindicato e prometem liberação de dinheiro

Leda Antunes do Agora

Quem está esperando para receber um precatório deve ficar atento para não cair em golpes. Desde o início do ano, golpistas estão entrando em contato com credores, falando em nome de escritórios de advocacia ou sindicatos. Dizem que a pessoa tem um valor alto a receber mas, para liberar a grana, precisa adiantar uma quantia.

O escritório Innocenti Advogados já foi vítima desse tipo de crime. "O golpista procura os dados do credor no site do Tribunal de Justiça e entra em contato falando que é do nosso escritório", diz o advogado Lourenço Grieco Neto. O cliente é informado que, para liberar os R$ 200 mil que tem a receber de um precatório, precisa transferir cerca de R$ 5.000 para uma conta.

"Recebemos muitos relatos de clientes, que nos ligaram para pedir informação. Explicamos que essa prática de pedir um dinheiro adiantado não é comum e se trata de um golpe", diz Grieco Neto.

Se, do outro lado da linha, a pessoa pede dinheiro, desconfie e não faça nenhum pagamento. Além disso, se contratou um escritório de advocacia ou abriu o processo por sindicato, o credor assinou um contrato. Qualquer cobrança deve ser feita conforme esse documento. Se for abordado, entre em contato com o profissional responsável pelo seu processo.

Carta também é armadilha

Também foram relatadas tentativas de golpe por carta. A correspondência promete a liberação do precatório e pede um pagamento adiantado, via depósito ou transferência, para quitar a documentação no “cartório de precatórios”. Esse cartório nem sequer existe.

O escritório Innocenti Advogados registrou boletim de ocorrência e pediu uma investigação criminal sobre o caso. O credor também pode registrar queixa na polícia no caso de ser abordado ou receber correspondência.

Fonte: Jornal Agora - segunda-feira, 9 de abril de 2018 – Folha B2


 

 

 

 
Filie-se à Udemo
Decálogo
 
 
 
 
 
Parceria UMC