Destaques

 

 

UDEMO | 05/02/20 | Atualizado em 5/02/20 13:24


ZONA DE CONFORTO ??

Matéria publicada no UOL (UNIVERSA- Mães e Filhos), dia 05/02/2020, informa que São Paulo registra em média um caso de estupro dentro de escolas por dia. A Matéria destaca a falta de segurança, principalmente nas escolas públicas. Em entrevista ao UOL, o Secretário Executivo da Educação fala das medidas que a SEDUC vem tomando, como a elaboração de cartilhas e o recrutamento de professores que também sejam psicólogos. Mas, como não podia deixar de ser, o Secretário Executivo conclui a entrevista com uma “pérola”:

“Os professores vão precisar sair da área de conforto, desenvolver competências cognitivas e também socioemocionais”.

Ou seja, e em resumo, sobrou para os professores! Em outras palavras, e de acordo com o Secretário, os professores também são responsáveis pela violência e a falta de segurança nas escolas públicas! Professores no sentido amplo – docentes e especialistas!

Não bastassem os salários ridículos, as péssimas condições de trabalho, os constantes ataques da Secretaria aos direitos dos professores – docentes e especialistas -, a confusão na atribuição de aulas e no planejamento, os programas impensados e improvisados, as resoluções sistematicamente publicadas e revogadas; não bastasse tudo isso, os professores ainda sofrem a acusação de omissão, negligência, no grave problema da falta de segurança!

Na nossa opinião, os professores não “precisam sair da área de conforto”, até porque há muito tempo não estão nela (se é que alguma vez já estiveram lá). Na área de conforto estão os Comandantes da SEDUC que, além de toda a trapalhada que vêm fazendo na rede, ainda têm a coragem e a desfaçatez de fazer uma acusação tão leviana e irresponsável como essa!

Se há uma “zona de conforto” na educação pública, que precisa ser combatida com urgência, ela não está nas escolas, mas sim na Praça da República, 53, 2º andar.

Com esses salários, não dá!
Com esse pessoal na SEDUC, também não !


Participe, também, do Grupo de divulgação da UDEMO no Facebook!

 

 

 
Filie-se à Udemo
Decálogo
 
 
 
 
 
 
Parceria UMC