Destaques

 

 

UDEMO | 13/02/20 | Atualizado em 13/02/20 15:59


Algaravia

Talvez você não saiba o que significa a palavra “algaravia”, mas, com certeza, você sabe o que é “bagunça”. Dá na mesma! Algaravia é “confusão de vozes, modo de falar dos árabes da Península Ibérica, qualquer coisa dita ou escrita confusamente, tagarelice, confusão”. Um exemplo de algaravia é a atribuição de aulas nas escolas da rede pública estadual. Ela não terminou, até hoje. Os componentes curriculares do Inova Educação (Projeto de Vida, Eletivas e Tecnologia) como já era esperado, estão ficando sem professores. Muitas Diretorias de Ensino - cumprindo ordem superior - estão orientando os Diretores para forçarem os professores a deixarem suas aulas regulares e assumirem aqueles componentes. Aí, ficam faltando professores para os componentes básicos, inclusive português e matemática. Muitos professores estão cedendo à pressão; eles completam sua jornada com os componentes do Inova e, em seguida, se afastam. Aí a escola fica com mais um problema: encontrar substitutos para cobrir os afastamentos. Quando do anúncio do Inova Educação, a Udemo já alertava para esses problemas. Com relação à falta de professores, afirmava a Udemo:

O próprio governo do Estado declarou, no início deste ano letivo, que a rede estava com falta de 8.500 professores. Há escolas da rede estadual que chegam ao segundo semestre sem professores de física e química. Portanto, de onde virão os professores para essas novas atividades? E se vierem, quando e de quem receberão “formação específica”?


Mas a SEDUC, preocupada antes com marketing que com educação, não ouviu. Deu no que deu! Ou melhor, no que está dando: algaravia, confusão, bagunça!

Com esses salários não dá !
Com esse pessoal no comando da SEDUC, também não!


Participe, também, do Grupo de divulgação da UDEMO no Facebook!

 

 

 
Filie-se à Udemo
Decálogo
 
 
 
 
 
 
Parceria UMC