Destaques

 

 

UDEMO | 17/03/20 | Atualizado em 17/03/20 11:41


A SEDUC E O CORONAVIRUS – 2

Já alertávamos que, diante de uma epidemia, endemia ou pandemia, dois comportamentos são indesejáveis e perigosos: o pânico e a omissão. Agora, descobrimos mais um: a confusão! Quem assistiu às videoconferências, às entrevistas do Governador, e quem leu as matérias produzidas em cima dessas manifestações, sabe do que estamos falando. Em resumo: vai haver atividade na escola ou não ? É para fechar a escola por tempo indeterminado ou não? Vai ser uma antecipação do recesso escolar de abril ou não ? Essas dúvidas são pertinentes, porque tivemos desde a afirmação de que não haveria nenhuma alteração nas atividades escolares (por desnecessidade !!) até a declaração de que as escolas fechariam por tempo indeterminado, a partir do dia 27 de março. Entre a afirmação e a declaração, apareceram muitas variantes: 1) entre os dias 16 e 20 de março, nas escolas, haverá uma semana de “preparação” da comunidade escolar para enfrentar o problema da COVID-19, mas os alunos não são obrigados a comparecer (o que se entende por comunidade escolar?). Que preparação é esta que dispensa a participação dos alunos? 2) Todos os profissionais da educação com mais de 60 anos não precisam ir aos seus locais de trabalho; podem trabalhar em casa. Muito bom ! Acertado! Mas, quem ficará nos lugares deles nas escolas e Diretorias de Ensino? 3) Trecho da entrevista do Governador e Assessores, dia 16 de março: as escolas ficarão fechadas no período de 23 a 27 de março! 4) Material oficial da SEDUC, de 16/03/2020: “A partir do dia 23 de março, as escolas estarão fechadas por tempo indeterminado. A medida visa diminuir o risco de contaminação do novo coronavirus”. 5) Videoconferência da SEDUC no mesmo dia: a semana de recesso escolar de abril está sendo antecipada para a semana de março (23 a 27). As escolas e Diretorias de Ensino ficarão fechadas, mas não totalmente fechadas, porque pode-se precisar da ajuda delas para preparar a futura volta dos alunos e professores (!?). Fechadas, mas não totalmente fechadas ?? Mas isso não se aplica aos maiores de 60 anos, que ficarão em casa. Para esse “recesso”, a SEDUC vai estudar um esquema especial de horário para evitar trânsito, congestionamentos e aglomerações. Isso é apenas um resumo do “bate-cabeça” na SEDUC e no Governo. No nosso entendimento, tem a ver com demagogia e marketing. Se há uma semana, já houvesse sido publicado um decreto obrigando as repartições públicas (escolas e Diretorias) a ficarem fechadas, por tempo indeterminado, o problema já estaria resolvido, e a saúde dos alunos e dos servidores, mais protegida. A exemplo do que se fez na Itália e na França, por exemplo. O problema é que isso resolveria o caso, mas daria pouca visibilidade aos ‘homens do governo’. Já com três audiências coletivas, quatro videoconferências, mais material publicado (embora contraditório), a visibilidade deles sobe exponencialmente. Com certeza, haverá novas audiências e videoconferências para relativizar tudo o que foi dito até agora. E mais confusão virá! Esse pessoal não respeita nem uma pandemia de coronavírus: a demagogia e o marketing não podem ser deixados de lado! Entra aí a anunciada antecipação do recesso escolar. Era só o que faltava ! É muito provável, infelizmente, que, durante o dito “recesso”, colegas de trabalho serão contaminados pelo coronavírus, no transporte coletivo, no atendimento à comunidade, no contato com outros colegas, e pela dificuldade de higienização na escola e Diretoria (máscaras, álcool gel etc.). A culpa será de quem? Com certeza, de ninguém do governo ! Terá sido mais uma “fatalidade”...

As escolas e as Diretorias de Ensino da rede estadual já deveriam estar fechadas há muito tempo, e assim deveriam ficar até uma nova manifestação da OMS. Será que a nossa rede pública é melhor (“mais séria e eficiente”) que a da Itália, da França, da Finlândia, onde as atividades escolares e administrativas já estão suspensas há tempo? Ou será que lá as vidas valem mais do que aqui?

Palavras sábias de um escritor alemão: “contra a estupidez, os próprios deuses lutam em vão”. Por aqui, contra a demagogia e o marketing, nem o coronavirus pode !


Participe, também, do Grupo de divulgação da UDEMO no Facebook!

 

 

 
Filie-se à Udemo
Decálogo
 
 
 
 
 
 
Parceria UMC